Mãe de atirador do Colorado diz que sua fala foi distorcida

A advogada que representa a família de James Holmes, acusado de matar 12 pessoas na sexta-feira em um cinema do Colorado, disse na segunda-feira que as declarações iniciais da mãe dele ao canal ABC News, na manhã seguinte ao incidente, foram distorcidas.

Reuters

23 de julho de 2012 | 18h47

Na manhã de sexta-feira, horas depois do massacre, Arlene Holmes disse por telefone a frase "Vocês estão com a pessoa certa", interpretada como um sinal de que a mulher não havia se surpreendido pela atitude do filho.

Mas, lendo uma declaração atribuída a Arlene, a advogada Lisa Damiani disse que a mulher estava se referindo a si mesma, identificando-se ao telefone, e não ao seu filho.

Damiani disse que a família Holmes prefere não falar sobre James ou sobre a relação dele com sua família neste momento. A advogada também não quis revelar a localização atual dos parentes do acusado.

Holmes compareceu na segunda-feira à primeira audiência judicial do seu processo, na qual aparentava estar sonolento e se manteve em silêncio.

(Reportagem de Dan Burns)

Tudo o que sabemos sobre:
EUACOLORADOMAE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.