Maioria dos americanos apoia bombas de Hiroshima e Nagasaki

Segundo pesquisa, apenas um entre cinco acreditam que bombardeio atômico foi um erro

Efe,

04 de agosto de 2009 | 17h46

Três entre cinco americanos acreditam que o bombardeio atômico de Hiroshima e Nagasaki, que esta semana completa 64 anos, foi justificado, enquanto só um entre cinco acham que foi um erro, informou nesta terça-feira, 4, a Universidade Quinnipiac.

 

Segundo a instituição, uma pesquisa que ouviu cerca de 2.400 americanos diz que 61% dos consultados apoiam o ataque, o primeiro e único bombardeio atômico da história, que pôs fim à Segunda Guerra Mundial.

 

Apenas 22% dos ouvidos consideram que o ataque foi um erro, enquanto 16% não têm opinião formada. O bombardeio, ordenado em agosto de 1945 pelo então presidente americano, Harry Truman, matou 200 mil pessoas em Hiroshima e Nagasaki.

 

Segundo a pesquisa, quando levada em conta a tendência política dos ouvidos, apenas 49% dos democratas são a favor do ataque, enquanto o número é de 74% entre republicanos e 65% entre independentes.

Mais conteúdo sobre:
HiroshimaNagasakiEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.