Maioria dos nova-iorquinos apóiam 3.º mandato de Bloomberg

Pesquisa aponta que 54% dos eleitores aprovam que prefeito de Nova York permaneça no cargo

Agências internacionais,

03 de outubro de 2008 | 13h23

A maioria da população nova-iorquina é a favor da mudança na lei que estabelece o limite de dois mandatos consecutivos para que o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, possa tentar um terceiro mandato, segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 3. O prefeito alega que a crise financeira atual exige que alguém com sua experiência em matéria econômica permaneça à frente do governo da capital financeira dos Estados Unidos. Uma lei municipal, no entanto, impede que a reeleição do prefeito da cidade para um terceiro mandato. Bloomberg, contudo, pretende modificar a lei por meio de um projeto que deverá ser aprovado na Câmara Municipal. Eleito em 2001 pelo Partido Republicano, Bloomberg foi reeleito em 2005, mas abandonou o partido no ano passado e se declarou independente. Durante as primárias democratas, ele chegou a ser cogitado para ser vice-presidente na chapa de Barack Obama às eleições presidenciais nos EUA.  De acordo com a AFP, a sondagem da Universidade Quinnipac afirma que 54% querem o terceiro mandato de Bloomberg, contra 42%. A pesquisa foi feita entre terça e quarta-feira, antes do prefeito anunciar o interesse em permanecer no cargo. Entre sete candidatos possíveis para concorrer ao cargo, Bloomberg lidera com ampla vantagem, sendo que nenhum dos outros rivais superam mais de 10% das intenções de voto. Foram consultados 1.316 eleitores, e a enquete margem de erro de 2,7%.

Tudo o que sabemos sobre:
Nova Yorkterceiro mandato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.