Mais de 10 mil são removidos após novos incêndios na Califórnia

Fortes ventos e altas temperaturas prejudicam trabalhos dos bombeiros no norte do Estado

Efe,

10 de julho de 2008 | 08h56

Mais de 10 mil pessoas foram retiradas nas últimas horas no norte da Califórnia, no oeste dos Estados Unidos, por causa dos incêndios que ressurgiram devido aos fortes ventos e altas temperaturas da zona, segundo as autoridades locais.  As remoções atingem especialmente a localidades do condado de Butte, situado cerca de 120 quilômetros ao norte de Sacramento, onde o fogo arrasou cerca de 20 mil hectares e destruiu aproximadamente 60 casas, além de causar 16 feridos, informa o site do condado. O fogo nesta área de floresta, cuja intensidade aumentou significativamente nas últimas 48 horas, ameaça agora as comunidades de Jarbo Gap, Yankee Hill e Big Bend, depois que as chamas se deslocarem para o sul.  Quase 20 mil pessoas estão trabalhando nas tarefas de contençãodos incêndios. Segundo o Departamento de Proteção de Florestas e de Luta contra Incêndios da Califórnia, as altas temperaturas registradas durante a noite e a falta de umidade estão complicando as tarefas dos bombeiros.  O último aviso emitido pelo escritório do xerife do condado de Butte alerta a população das residências próximas da necessidade de sair imediatamente de suas casas. "Os residentes devem abandonar suas casas e ir imediatamente para o centro de desabrigados. O fogo se movimenta nessa direção e é uma ameaça imediata para as vidas e as propriedades", afirma o site do escritório do xerife. Além das localidades do condado de Butte, as evacuações afetam as de Kern, Monterrey, Santa Barbara, Shasta e Trinity. O último comunicado emitido em seu site informa que o número atual de incêndios sobe para 1.781, dos quais 1.459 se mantêm sob controle e 322 continuam ativos, com mais de 278.000 hectares atingidos.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndiosEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.