Major dos EUA é acusado de aceitar subornos no Iraque

Promotoria acusa ele e sua mulher de roubarem governo dos EUA, lavagem de dinheiro e conspiração

Efe,

01 de agosto de 2007 | 01h40

Um major do Exército dos Estados Unidos e sua mulher foram acusados na terça-feira, 31, em San Antonio (Texas) de aceitar subornos de empreiteiros no Iraque, informaram fontes judiciais. A juíza Pamela Mathy ordenou a prisão sem fiança de John Cockerham e sua mulher, Melissa. Os dois foram detidos em 22 de julho por aceitar subornos, roubar o governo dos EUA, lavagem de dinheiro e conspiração. Os crimes teriam sido cometidos enquanto Cockerham se encontrava no Kuwait, entre 2004 e 2005. Ele foi acusado de cobrar subornos de empreiteiros, que sua mulher e uma irmã recebiam em Dallas, disseram as fontes. Durante a audiência de terça em San Antonio, o promotor Mark Pletcher disse que o casal recebeu subornos de US$ 9,6 milhões e esperava receber mais US$ 5,4 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.