Mensagem de celular provocou colisão de trens nos EUA

Investigadores apontam que condutor mandou SMS 22 segundos antes do acidente que matou 25 pessoas

Agências internacionais,

02 de outubro de 2008 | 09h53

O condutor do trem de passageiros envolvido no acidente ferroviário que matou 25 pessoas em Los Angeles enviou mensagens de texto de celular 22 segundo antes da colisão com um trem de carga, segundo informou na quarta-feira, 1, uma fonte oficial. Uma análise no telefone celular mostrou que Robert Sánchez enviou e recebeu 12 mensagens de SMS durante o experiente, de acordo com nota do Conselho Nacional de Segurança do Transporte dos EUA. O trem da companhia Metrolink, que levava 220 pessoas, ultrapassou sinais vermelhos e colidiu com a composição da Union Pacific, no subúrbio de Los Angeles, em San Fernando Valley. O caso foi o pior acidente ferroviário dos EUA em 15 anos, com 138 feridos. Especialistas do Conselho solicitaram o histórico do celular após dois garotos, ambos de 14 anos, relatarem que receberam mensagens de texto pouco antes da tragédia. O pior desastre na história da Metrolink ocorreu em 26 de janeiro de 2006, no subúrbio de Glendale, quando um utilitário sem gasolina parou em cima dos trilhos. O trem da Metrolink colidiu com a caminhonete e descarrilou, atingindo outra composição que vinha no sentido contrário. O acidente deixou 11 mortos e cerca de 180 feridos. O dono da caminhonete, Juan Alvarez, foi condenado a 1 ano de prisão por causar o acidente.

Tudo o que sabemos sobre:
CalifórniaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.