México elogia restrição a lei de imigração do Arizona

Segundo chancelaria, medida é o primeiro passo rumo a decisão correta

Associated Press,

28 de julho de 2010 | 19h01

CIDADE DO MÉXICO - O governo mexicano qualificou a decisão da Justiça americana de vetar pontos polêmicos da lei de imigração do Arizona como um primeiro passo na decisão correta.

Segundo a ministra das Relações Exteriores do México, Patrícia Spinosa, o governo de Felipe Calderón continuará lutando contra a legislação. "O governo mexicano dará seguimento ao processo judicial até que a lei seja considerada inconstitucional", disse.

Ainda de acordo com a chanceler, os cinco consulados do país no Arizona irão trabalhar a mais durante os fins de semana para educar os mexicanos residentes no Estado sobre o alcance da lei. Também serão colocados a disposição folhetos explicativos e um número de telefone gratuito.

A decisão da juíza Susan Bolton veio à tona enquanto a polícia estadual fazia os últimos ajustes para se adequar à nova lei e manifestantes planejavam uma grande manifestação contra a legislação.

Entre os vetos estão a obrigatoriedade de imigrantes carregarem seus documentos e a proibição de ilegais trabalharem em locais públicos. Segundo a juíza, a jurisdição sobre o tema da imigração é federal, e não estadual.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoArizonaimigraçãoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.