México envia sumário contra lei de imigração no Arizona

Governo mexicano quer que lei seja declarada inconstitucional

Estadão.com.br

23 de junho de 2010 | 11h57

O México enviou na terça-feira um sumário para a corte federal no Arizona apoiando uma ação que questiona a constitucionalidade de uma nova e dura lei de imigração, disse o Ministério das Relações Exteriores do México, segundo informações da CNN.

 

A ação visa anular a SB 1070, uma lei recentemente aprovada que deve entrar em vigor no mês que vem, e que estipula que a polícia pode pedir o estatuto de residência de pessoas que estejam sendo investigadas por um crime.

 

"O governo do México solicitou ao tribunal que a SB 1070 seja declarada inconstitucional e que não entre em vigor", disse o Ministério das Relações Exteriores em uma declaração escrita.

 

O governo mexicano deu o seu apoio à ação movida por um grupo de organizações de direitos civis, incluindo os Mexican American Legal Defense Fund, a National Immigration Law Center e da American Civil Liberties Union.

 

Na sua carta, o México "ressalta que é fundamental e imperioso que os direitos humanos e civis dos seus cidadãos sejam devidamente respeitados, enquanto presentes no Arizona ou em qualquer outro estado dos Estados Unidos", disse o Ministério das Relações Exteriores.

 

Na apresentação do resumo, o México disse que estava defendendo o seu dever de proteger seus cidadãos dos Estados Unidos e garantir que eles não sejam discriminados com base em sua etnia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.