Michelle Obama diz que marido está comprometido com a África

A primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, rebateu nesta sexta-feira as críticas de que seu marido, Barack Obama, estaria negligenciando a África, e disse que a atual viagem dela ao continente é um reflexo direto do compromisso do presidente com a região.

JEFF MASON, REUTERS

24 de junho de 2011 | 19h13

Michelle chegou na sexta-feira a Botsuana, depois de passar os últimos dias na África do Sul promovendo questões de saúde, educação e liderança juvenil. Ela se reuniu com o presidente botsuano, Ian Khama, e com jovens afetados direta ou indiretamente pelo vírus da Aids.

O presidente norte-americano, que é filho de um queniano, tem sido criticado por não fazer mais viagens à África - desde a posse, passou apenas uma noite no continente, em 2009, em Gana.

"Há muitas expectativas com este presidente. Então é certo que as pessoas sentirão que nunca é suficiente", disse Michelle a quatro jornalistas que a acompanham na visita. "Mas esta viagem é (...) um reflexo direto do seu apoio, do seu interesse e da sua visão da importância da África para o mundo e para o futuro do mundo. E por isso estou aqui."

Candidato à reeleição em 2012, Obama está mais focado em questões domésticas, e enfrenta dificuldades no Congresso para aprovar um acordo orçamentário que lhe permita elevar o limite de endividamento do governo e reduzir o déficit público.

"Ele adoraria estar aqui", disse Michelle. "Mas há muito trabalho a fazer na frente doméstica, e particularmente neste momento em que há tantas questões críticas. Acho que seu histórico e o número de autoridades de primeiro escalão que passaram tanto tempo na África são (...) um reflexo do compromisso do seu governo com este continente."

A Casa Branca espera que a visita da primeira-dama à África do Sul e a Botsuana saliente a existência de democracias sólidas no continente, e sirva de exemplo para outros países. Não por acaso, Michelle teceu loas a Botsuana durante uma reunião com jovens lideranças femininas.

"É um prazer estar neste belo país que incorpora o que meu marido chama de 'uma visão da África em movimento'", disse ela. "Isso é Botsuana, uma democracia vibrante, uma sociedade vital, uma economia em rápido crescimento, e, o que é mais importante, um povo gentil e generoso."

Michelle e sua família devem fazer um safári no sábado, e voltam a Washington no domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAMICHELLEAFRICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.