Milhares fogem de incêndio florestal no oeste do Canadá

As equipes dos bombeiros avançaram lentamente no domingo para controlar os incêndios florestais que deixaram milhares de desabrigados numa localidade do oeste do Canadá.

REUTERS

20 de julho de 2009 | 11h50

O vento e o tempo seco alimentam as enormes labaredas que começaram no sábado nos morros ao longo do lago Okanagan, a oeste da cidade de Kelowna, na Colúmbia Britânica.

"Os ventos estão definitivamente agravando a atividade do fogo", disse Elise Riedlinger, porta-voz do Serviço Florestal da Columbia Britânica, que não fez estimativas quanto a prazos para debelar o incêndio.

Não há relatos de mortos ou feridos, mas sabe-se que pelo menos três casas foram destruídas. Bombeiros e funcionários usando mangueiras conseguiram proteger um grande moinho pertencente à empresa Gorman Brothers Ltd., que estava sob ameaça do fogo.

Cerca de 17 mil pessoas já foram orientadas a deixar suas casas ou a preparar uma desocupação tão logo recebam ordens das autoridades nesse sentido.

A polícia disse estar investigando a causa do incêndio. Mais de 200 bombeiros trabalham no local, ajudados por helicópteros e aviões que lançam água e produtos químicos sobre as chamas.

(Reportagem de Allan Dowd)

Tudo o que sabemos sobre:
CANADAINCENDIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.