Militantes da Argélia não encontrarão 'refúgio', diz secretário dos EUA

O secretário de Defesa dos EUA, Leon Panetta, disse nesta sexta-feira que os militantes que atacarem os EUA e seus cidadãos serão perseguidos e encontrados, no primeiro comentário de uma autoridade dos EUA sobre o ataque com reféns realizado por combatentes islâmicos na Argélia.

Reuters

18 de janeiro de 2013 | 09h50

"Terroristas devem ficar avisados que não encontrarão nenhum santuário, nenhum refúgio, nem na Argélia, nem no Norte da África, nem em lugar nenhum", disse em um discurso para especialistas em segurança em Londres.

"Aqueles que arbitrariamente atacarem nosso país e nosso povo não terão lugar para se esconder".

(Reportagem de David Alexander)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPANETTATERRORISTASARGELIAREFUGIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.