Mina desaba após terremoto nos EUA e 6 mineiros ficam presos

Equipes de resgate ainda não estabeleceram contato com trabalhadores, presos 457 metros abaixo do solo

Reuters e Efe

06 de agosto de 2007 | 13h53

Um terremoto de magnitude 4,0 atingiu nesta segunda-feira uma mina de carvão na região central de Utah, deixando seis mineiros presos no local, informaram autoridades.A agência geológica dos EUA (USGS, na sigla em inglês) disse que o tremor ocorreu na madrugada desta segunda-feira, a cerca de 156 km sudeste de Salt Lake City. Um terremoto desta magnitude pode provocar danos moderados.A mina de GenWal fica em uma região remota do Estado, conhecido pela mineração, e é operada pela Utah American Energy. No início, as equipes de socorro atribuíram o colapso na mina Genwal a um "terremoto" de 4 pontos na escala Richter. Mais tarde, no entanto, os cientistas da Universidade de Utah explicaram que o colapso da mina foi o que ocasionou o registro de ondas sísmicas."Não há provas de que um terremoto tenha causado o colapso da mina", disse Walter Arabasz, diretor do Departamento de Sismografia da universidade.Não é a primeira vez que se confunde a origem de tremores na região. Segundo as autoridades, desde a década de 90, pelo menos dez desabamentos em minas causaram ondas sísmicas na parte central dos Estados Unidos.A Administração de Segurança e Saúde nas Minas (MSHA, em inglês) disse hoje que as equipes de resgate ainda não conseguiram estabelecer contato com os mineiros, presos 457 metros abaixo da superfície.Segundo o jornal "Salt Lake City Tribune", os trabalhadores estão a cerca de seis quilômetros da entrada da mina, localizada no Huntington Canyon, no condado Emery.Dirk Fillpot, porta-voz da MSHA, disse que as equipes de resgate estão a pouco mais de 760 metros de onde podem estar presos os seis mineiros.

Tudo o que sabemos sobre:
Mina de UtahEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.