Mulher fica seis horas trancada em banco nos EUA

Marian Prescher desmaiou e ficou esquecida no banco após o expediente

Associated Press,

18 de agosto de 2007 | 12h58

Uma mulher de 73 anos passou seis horas trancada em um banco, depois que funcionários fecharam o prédio enquanto ela  conferia o conteúdo de um cofre particular.   Marian Prescher, que sofre de diabete, aparentemente desmaiou durante esse período, pois não tinha levado medicamentos consigo. Um funcionário da limpeza a encontrou depois de seis horas. Prescher foi à agência do Bank of America na quarta-feira e tece acesso a uma sala privativa, para examinar o conteúdo da caixa de depósito. Funcionários esqueceram-na na sala ao trancar o banco ao final do expediente, às 18 horas.   Pouco depois da meia-noite, policiais receberam telefonema de um funcionário do serviço de limpeza, que havia encontrado a mulher.   Segundo as autoridades, ela estava inconsciente e parecia fria ao toque. O banco informa que está investigando a ocorrência. Já a mulher diz não se lembrar do que teria ocorrido antes que acordasse no hospital.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAbank of americadiabete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.