Mulher provoca fechamento de base militar dos EUA ao abrir fogo e se ferir

Uma soldado dos Estados Unidos atirou e feriu a si mesma em Fort Lee, no Estado norte-americano de Virginia, nesta segunda-feira, provocando o fechamento da instalação militar dos EUA, informou a base em sua página no Facebook.

REUTERS

25 de agosto de 2014 | 14h44

A mulher apontou a arma contra si mesma dentro do Quartel-General do Comando de Armas Combinadas de Apoio e disparou um tiro, disse a base em nota. O estado da militar era desconhecido.

A base, cerca de 160 quilômetros ao sul de Washington, foi fechada por volta das 9h (horário local) após o relato da presença de um atirador, disse a instalação militar. O local foi liberado cerca de 50 minutos mais tarde.

O incidente, que está sob investigação, aconteceu cerca de quatro meses após um soldado com problemas de saúde mental matar três pessoas e ferir 16 em Fort Hood, no Texas.

(Reportagem de Ian Simpson)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMULHERBASEMILITARTIRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.