Músico de NY pega 15 anos de prisão por apoiar Al Qaeda

Um músico de jazz de Nova York einstrutor de artes marciais foi sentenciado a 15 anos de prisãonesta quarta-feira por concordar em ajudar a treinarcombatentes da Al Qaeda em lutas corpo-a-corpo. Tarik Shah, 44 anos, muçulmano criado em Nova York, recebeua sentença máxima pela corte federal de Manhattan. Ele assumiu sua culpa em abril em uma acusação deconspiração para ajudar a Al Qaeda, e promotores dos EstadosUnidos retiraram uma das acusações de terrorismo. Shah foi uma figura central em um caso envolvendo umjuramento, no qual ele e seu amigo Rafiq Sabir, um médico daFlórida, juraram apoio à Al Qaeda para um agente da FBIdisfarçado de recrutador do grupo militante. (Por Christine Kearney)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.