Na primavera, neve atrapalha transporte e suspende voos na Costa Leste dos EUA

A primeira segunda-feira de primavera trouxe neve em vez de sol ao longo da Costa Leste dos EUA, irritando os usuários do transporte público pela manhã no região densamente povoada entre Washington e Nova York.

Reuters

25 de março de 2013 | 12h30

A tempestade que fez cair uma significativa quantidade de neve em todo o Centro-Oeste no final de semana passou por Ohio, Pensilvânia, Virgínia e Nova Jersey, produzindo uma mistura lamacenta de neve e chuva que provocou o fechamento de escolas e que contribuiu para os acidentes de trânsito na região.

O Serviço Nacional de Meteorologia tinha alertas de tempestade de inverno em vigor desde Massachusetts até a Carolina do Sul, com registros de até 25 centímetros de neve em partes montanhosas do oeste de Virgínia e até 30 centímetros de neve estavam sendo previstos para Pittsburgh.

"Neste momento, os subúrbios do leste de (Washington) DC ainda terão neve moderada e está se estendendo por Baltimore, até o nordeste de Maryland", disse a meteorologista do Serviço Meteorológico Nacional Heather Sheffield, em Sterling, Virgínia. Segundo ela, a tempestade está se movendo para o norte e esperava-se mais nevascas ao longo do dia.

Cerca de 448 voos nos Estados Unidos foram cancelados, a maioria na cidade de Nova York, de acordo com FlightAware.com.

O inverno persistente, cinco dias após o início oficial da primavera, começou a ter impactos em algumas partes do país. Na semana passada, um promotor de Ohio disse que gostaria de acusar por fraude a marmota que faz prognósticos sobre o clima, Punxsutawney Phil, que em fevereiro apontou para uma primavera antecipada, por fraude.

(Reportagem de Scott Malone, em Boston)

Mais conteúdo sobre:
EUACLIMANEVETEMPO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.