Tim Dunn/AP
Tim Dunn/AP

Nevada declara emergência por incêndio fora de controle

Chamas provocaram o deslocamento de 9,5 mil pessoas no estado americano

Reuters

18 de novembro de 2011 | 19h32

RENO - O governador do Estado americano de Nevada declarou emergência nesta sexta-feira, 18, por causa de um incêndio fora de controle nos arredores de Reno que destruiu 20 estruturas, forçou a retirada de 9,5 mil pessoas e matou um homem.

O incêndio no norte de Nevada começou na madrugada e já tomou mais de 160 hectares ao se mover para áreas fortemente habitadas, disse Michele Anderson, porta-voz do prefeito de Reno, Bob Cashell.

"Os bombeiros estão lutando contra ventos extremamente fortes neste momento que também são extremamente erráticos", afirmou Anderson. "Além disso, você tem, obviamente, brasas provocando mais fogo e, então, é por isso que o foco principal dos bombeiros agora é ter certeza de que as casas estão protegidas."

Anderson disse que dois centros de abrigo foram montados para moradores afetados, e muitas pessoas foram tratadas por terem respirado fumaça. Um idoso morreu durante o processo de retirar as pessoas de suas casas, disse uma porta-voz da cidade de Reno.

O governador Brian Sandoval pediu e recebeu aprovação para assistência federal da Agência Federal de Gestão de Emergência (Fema), ele disse em comunicado.  Os índices de qualidade de ar estavam elevados e moradores foram aconselhados a ficar em casa, afirmou Anderson.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAnevada, incêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.