Neve cancela voos e deixa 1,1 milhão sem aula nos EUA

Segundo meteorologistas, inverno em Washington pode ter maior quantidade de neve desde 1884

Associated Press,

10 de fevereiro de 2010 | 12h04

Casa Branca amanhece coberta de neve em Washington. Foto: Pablo Martinez Monsivais/AP

Uma segunda tempestade de neve em uma semana atingiu o noroeste dos EUA nesta quarta-feira, 10. Centenas de voos foram cancelados e cerca de 1,1 milhão de alunos ficaram sem aulas em Nova York. Toda área entre a Virgínia e Connecticut e foi afetada.

O Serviço Meteorológico Nacional emitiu alertas de tempestade de neve para Nova York. Milhares de trabalhadores trabalhavam durante a manhã para remover a neve que caiu durante a madrugada.

Ainda de acordo com os meteorologistas, a quantidade de neve em Washington pode atingir níveis históricos, desde o início das medições, em 1884.

Cerca de 230 mil empregados federais não trabalham na capital americana desde sexta-feira. A Câmara dos Representantes cancelou suas sessões até o final da semana.

"É embaraçoso que a capital da maior potência do mundo feche por causa da neve. No Kremlin devem estar morrendo de rir", disse o estudante californiano Alex Krause, de 23 anos, que ficou preso em Washington por causa da neve.

Tudo o que sabemos sobre:
invernoneveNova YorkEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.