Nigeriano se declara inocente em julgamento de ataque frustrado

O nigeriano de 23 anos acusado de tentar explodir um avião a caminho de Detroit no dia do Natal se declarou inocente nesta sexta-feira das acusações criminais durante julgamento em um tribunal federal.

REUTERS

08 de janeiro de 2010 | 17h39

O magistrado norte-americano Mark Randon entrou com uma declaração de inocência em nome de Umar Farouk Abdulmutallab em relação a seis acusações, incluindo tentativa de assassinato e uso de arma de destruição em massa.

O atentado fracassado forçou o presidente norte-americano, Barack Obama, a exigir uma revisão dos procedimentos de segurança dos Estados Unidos.

(Reportagem de Kevin Krolicki e Bernie Woodall)

Tudo o que sabemos sobre:
EUANIGERIANOJULGAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.