Kamran Jebreili/AP
Kamran Jebreili/AP

Norte-americana libertada pelo Irã deixa Omã rumo aos Estados Unidos

Sarah Shourd estava presa desde julho em Teerã com dois companheiros, ainda detidos

REUTERS

18 de setembro de 2010 | 16h36

Sarah Shourd, uma dos três norte-americanos presos no Irã há mais de um ano por suspeitas de espionagem, deixou o Omã neste sábado, 18, a caminho dos Estados Unidos.

Shourd, de 32 anos, foi detida próxima à fronteira da República Islâmica com o Iraque no final de julho de 2009 com seus dois companheiros, Shane Bauer e Josh Fattal. As famílias dizem que os três estavam escalando uma montanha no Iraque.

Ela chegou ao Omã, localizado extremidade oriental da Península Arábica, na terça-feira e foi de avião até Dubai neste sábado, antes de seguir a Nova York.

"Agradeço ao sultão Qaboos e às autoridade omanis por me abrigarem em Omã", disse ela em uma coletiva de imprensa pouco antes do embarque em Muscat, afirmou uma fonte à Reuters.

"Gostaria de agradecer ao embaixador norte-americano por receber minha família", acrescentou, pedindo às pessoas que rezem pela libertação de seus dois companheiros.

 

As famílias estavam esperançosas de que com a libertação de Sarah, os outros dois jovens também fossem soltos, mas o chanceler de Omã, intermediário nas libertações, afirmou ontem que Teerã nao tem planos nesse sentido.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOMAPRESA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.