Nova-iorquinos disputam combustível após tempestade secar bombas

Motoristas e vários moradores correram para garantir combustível para seus carros e geradores no Nordeste dos Estados Unidos nesta quarta-feira, já que as bombas de gasolina começaram a secar nos postos de abastecimento.

DAVID SHE, Reuters

31 de outubro de 2012 | 21h07

Mais da metade de todos os postos de gasolina na área de Nova York e Nova Jersey foram fechados por causa do esgotamento de combustível e falta de energia, frustrando as tentativas de restabelecer a vida normal, disseram autoridades do setor.

Relatos de longas filas, postos às escuras e tanques vazios circularam em toda a região. Alguns proprietários de postos não foram capazes de bombear combustível devido à falta de energia, enquanto outros esgotavam suas reservas por causa do aumento da demanda e problemas logísticos na entrega de combustível.

A falta de postos de gasolina em funcionamento deverá agravar os problemas de locomoção na região, já que o sistema de metrô de Nova York começará a operar apenas parcialmente na quinta-feira e os transportes ferroviário e de ônibus foram severamente afetados.

"Eu não tenho nenhuma luz e preciso dessa gasolina para o meu gerador", disse Abdul Rahim Anwar em um posto de serviço em Gowanus, no Brooklyn, enquanto colocava dois galões cheios em seu caminhão.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos temporariamente dispensou os requisitos de gasolina limpa para 16 Estados na Costa Leste até 20 de novembro para tentar ajudar a aliviar a crise de abastecimento.

(Reportagem adicional de Robert Gibbons, Matthew Robinson, Janet McGurty e Edward McAllister)

Tudo o que sabemos sobre:
EUANYCOMBUSTIVEL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.