Nova York sanciona primeira lei de armas dos EUA desde crime em Connecticut

O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, sancionou nesta terça-feira uma das medidas mais duras de controle de armas do país e a primeira a ser promulgada desde o massacre no mês passado numa escola primária em Connecticut.

Reuters

15 de janeiro de 2013 | 21h11

A lei foi aprovada pela assembleia liderada pelos democratas nesta terça-feira, um dia depois de passar rapidamente pelo Senado de maioria republicana.

A lei amplia a proibição do Estado sobre armas de assalto, coloca limites de capacidade de munição e tem novas medidas para manter armas longe de pessoas com doenças mentais.

Cuomo pressionou para que a lei fosse aprovada depois que um atirador matou 20 crianças e seis adultos na escola primária Sandy Hook, em Newtown, Connecticut, há pouco mais de um mês.

A medida também determina pena de prisão perpétua sem liberdade condicional para qualquer pessoa que matar socorristas. Apenas duas semanas depois do massacre em Connecticut, um incendiário fez uma armadilha e matou dois bombeiros que respondiam a um incêndio que ele tinha provocado perto de Rochester.

(Reportagem de Dan Burns)

Tudo o que sabemos sobre:
EUANYARMAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.