Novo chefe da Al-Qaeda terá dificuldades para liderar, dizem EUA

Para autoridade americana, escolha de Zawahiri trará críticas e desacordo

REUTERS

16 de junho de 2011 | 11h35

WASHINGTON - O novo chefe da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, terá dificuldades para liderar o grupo islâmico "enquanto estiver se concentrando em sua própria sobrevivência", disse uma alta autoridade norte-americana nesta quinta-feira, 16.

"Sua ascensão para o posto de principal liderança provavelmente irá gerar críticas, senão alienação e desacordo", afirmou a autoridade, depois que um site islâmico divulgou que Zawahiri havia assumido o comando da Al-Qaeda após a morte de Osama bin Laden por forças norte-americanas.

"Não importa quem irá assumir o comando, ele terá dificuldades para liderar a Al-Qaeda enquanto se concentra na própria sobrevivência, à medida que o grupo continua perdendo membros chave", disse a autoridade.

"A questão fundamental é que Zawahiri não está nem perto dos credenciais que (Osama bin Laden) tinha", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAALQAEDALIDER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.