Novo mascote da família Obama chega à Casa Branca

Cão Bo era 'promessa de campanha' que presidente americano havia feito às filhas Sasha e Malia

Agências internacionais,

14 de abril de 2009 | 18h59

Obama e filhas correm com Bo nos jardins da Casa Branca

 

WASHINGTON - Bo, o novo mascote da Casa Branca, conseguiu encobrir durante alguns dias a crise econômica e se converteu em protagonista nos Estados Unidos como o cachorro do presidente Barack Obama. O animal, que chegou nesta quarta-feira, 14, à residência da família Obama, era uma "promessa de campanha" que o chefe de Estado havia feito as suas filhas, Sasha e Malia, no ano passado.

 

O mascote é da raça cão d'água português e foi um presente do senador democrata Edward Kennedy, amigo próximo da família Obama. O filhote tem peito e patas brancas e não solta pelos, uma grande vantagem para Malia, que sofre de alergia.

 

Inicialmente, Bo pareceu um pouco incomodado com a atenção e deu trabalho para Michelle, esposa de Obama, que o levava na coleira. No entanto, umas palmadas tranquilizadoras de Malia resolveram o problema. O presidente, enquanto isso, brincava com os fotógrafos e dizia que os cães da raça gostam de tomate.

 

 "A horta de Michelle corre perigo", disse Obama, em alusão às verduras e legumes que a esposa plantou em um cantinho do jardim da Casa Branca. "Não plantamos tomates na horta", respondeu Michelle, que

continuava tentando controlar Bo. 

 

O presidente lembrou também as palavras de um dos antecessores no cargo, Harry Truman, que afirmou que, se você "quer um amigo em Washington, arranje um cachorro". "Finalmente, tenho um amigo",

brincou. Bo recebeu este nome em homenagem ao avô materno de Sasha e Malia

 

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.