Obama abandona tensa reunião sobre dívida dos EUA, diz assessor

O presidente norte-americano, Barack Obama, encerrou abruptamente uma reunião tensa sobre o orçamento nesta quarta-feira com líderes do Partido Republicano ao deixar a sala, afirmou um assessor republicano familiar com as negociações.

REUTERS

13 de julho de 2011 | 20h35

O assessor afirmou que a reunião, a quarta sobre o assunto, foi a mais tensa da semana, uma vez que o presidente da Câmara dos Deputados, o republicano John Boehner, rejeitou os cortes de gastos oferecidos pela Casa Branca como "truques contábeis".

Segundo um assessor democrata, Obama e o líder republicano na Câmara, Eric Cantor, discutiram sobre se deveriam tentar um aumento do teto da dívida no curto-prazo.

Na reunião, Cantor pediu repetidamente por um acordo no curto-prazo que evitaria um default iminente, disse o assessor. Obama "resistiu muito fortemente" e disse que vetaria o plano, afirmou.

(Reportagem de Andy Sullivan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAABANDONA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.