Obama aborda morte de Bin Laden em evento de campanha

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, mencionou a morte de Osama bin Laden durante um evento no Texas para arrecadar fundos para sua campanha eleitoral na terça-feira, mas tomou cuidado para dar crédito às tropas e às autoridades de inteligência pela operação que eliminou o líder da Al Qaeda.

PATRICIA ZENGERLE, REUTERS

11 de maio de 2011 | 08h41

"Estamos combatendo a Al Qaeda", disse o presidente no primeiro de dois eventos, em que se pretende arrecadar 2 milhões de dólares para o fundo da campanha de Obama à reeleição.

"Por causa da coragem extraordinária dos homens e das mulheres que vestem o uniforme desta nação, e do trabalho excepcional de nossas agências de inteligência, Osama bin Laden nunca mais irá ameaçar os Estados Unidos", declarou ele em meio a aplausos de um público de aproximadamente 750 pessoas em um teatro no centro de Austin.

Desde que Obama anunciou a morte de Bin Laden na semana passada, a Casa Branca vem tentando não parecer muito triunfante com o assassinato.

Alguns críticos disseram que Obama está recebendo muito mérito pela morte do homem mais procurado do mundo, realizada por uma unidade especial das forças norte-americanas no Paquistão.

Um representante do Partido Democrata havia sugerido que Obama não mencionaria Bin Laden em seus comentários de campanha, mas isso parecia improvável considerando o tamanho do evento e o enorme interesse do público no assunto.

"Obrigado por pegar Bin Laden", gritou uma pessoa na plateia antes de Obama mencionar o líder da Al Qaeda. Obama respondeu com uma frase que ele tem usado na sua campanha para se reeleger à Presidência. "Isso deve nos inspirar para terminamos o que começamos."

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMACAMPANHABINLADEN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.