Obama anuncia incentivo à pesquisa e prevenção da Aids

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira um incentivo ao financiamento da pesquisa e prevenção da Aids e prometeu até 5 bilhões de dólares em apoio a um esforço internacional que pretende combater a doença.

Reuters

02 de dezembro de 2013 | 21h58

Falando na Casa Branca para marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, Obama disse que os EUA irão contribuir com 1 dólar para cada 2 dólares prometidos por outros doadores nos próximos três anos a fim de apoiar o Fundo Global, uma instituição de financiamento internacional que luta contra a Aids, a tuberculose e a malária.

Obama também afirmou que irá redirecionar 100 milhões de dólares a um programa dos Institutos Nacionais de Saúde para pesquisar a cura para o HIV, vírus da imunodeficiência humana que causa a Aids.

"Os Estados Unidos deveriam estar na vanguarda das novas descobertas de como colocar o HIV em remissão a longo prazo sem a necessidade de terapias ao longo da vida, ou, melhor ainda, eliminá-lo completamente", disse Obama em um evento com a presença do secretário de Estado, John Kerry, e o empresário Bill Gates, cuja fundação prometeu até 500 milhões de dólares ao Fundo Global.

Obama também sancionou uma lei que autoriza a prorrogação de um programa bem-sucedido e popular para combater a Aids em todo o mundo, o Plano de Emergência do Presidente para Combate à Aids (Pepfar, na sigla em inglês).

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAAIDS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.