Efe
Efe

Obama arrecada mais de US$45 mi para campanha em fevereiro

Desde abril de 2011, um total de 1,64 milhão de pessoas contribuíram com a campanha

JEFF MASON, REUTERS

19 de março de 2012 | 11h44

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Barack Obama, e seus aliados democratas arrecadaram mais de 45 milhões de dólares em doações eleitorais no mês de fevereiro, quantia superior à de janeiro.

Veja também:

especialPERFIS: Conheça os seis pré-candidatos republicanos

blog GUSTAVO CHACRA: Eleições nos Estados Unidos

lista CALENDÁRIO: As principais datas da corrida

especialTODOS OS PRESIDENTES: De Washington a Obama

especialENTENDA: O sistema eleitoral norte-americano

A campanha intensificou o ritmo da arrecadação diante dos temores de que os republicanos possam superar os gastos dos democratas na campanha presidencial de 2012.

Em nota divulgada pelo Twitter, a campanha de Obama disse que 348 mil indivíduos fizeram contribuições no mês passado, sendo 105 mil pela primeira vez. Quase 98 por cento das doações do mês foram de até 250 dólares.

"Desde abril de 2011, um total de 1,64 milhão de pessoas contribuíram com a campanha", disse a mensagem pelo Twitter. Há meses a campanha de Obama à reeleição tenta montar uma mobilização popular que resulte em um maior comparecimento às urnas dos eleitores de Obama no dia 6 de novembro.

A campanha de Obama, o Comitê Nacional Democrata e outros comitês de arrecadação arrecadaram um total combinado de 29,1 milhão de dólares em janeiro. Mas seus funcionários dizem que grupos paralelos conhecidos como "Super PACs" possam levar os republicanos a superarem Obama em termos de gastos eleitorais.

Os "Super PACs" são comitês independentes que podem arrecadar e gastar quantias ilimitadas durante as campanhas.

Obama participou na sexta-feira de cinco eventos de arrecadação em Chicago e Atlanta, nos quais esperava receber cerca de 5 milhões de dólares.

O presidente é o maior puxador de doações da própria campanha, e Obama participou até agora do dobro dos eventos de arrecadação do que seu antecessor, George W. Bush, em momentos comparáveis da corrida eleitoral.

Obama tem tentando aproveitar a prolongada disputa interna pela indicação republicana para reforçar os cofres da sua campanha. O democrata teve 750 milhões disponíveis na campanha de 2008, mas teme que desta vez isso não seja suficiente para fazer frente à enxurrada de anúncios da oposição republicana.

O Super PAC que apoia Obama, chamado Priorities USA Action, arrecadou apenas 2 milhões de dólares em janeiro, quantia significativamente inferior à obtida por grupos republicanos.

Tudo o que sabemos sobre:
eleicoes nos EUAEUAOBAMAARRECADA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.