Obama chega a Londres para primeiro giro na Europa

Durante oito dias, presidente americano visitará cinco países com agenda política e econômica

Agências internacionais,

31 de março de 2009 | 16h20

O presidente americano Barack Obama desembarcou na tarde desta terça-feira, 31, em Londres, primeira parada para o cumprimento de uma agenda política e econômica na Europa em sua primeira visita ao continente desde que tomou posse, há dois meses. Acompanhado de sua mulher, Michelle, o chefe de Estado participará do encontro do G-20 com os maiores poderes econômicos do mundo e de uma reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

 

Veja também:

linkLapouge: Obama reinventa laços dos EUA com Europa

especialEntenda o que está em jogo na Cúpula do G20

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

 

Além do Reino Unido, Obama passará pela França, Alemanha, República Checa e terminará a viagem de oito dias na Turquia. O presidente deve se reunir separadamente com líderes europeus que tiveram divisões com os EUA durante o governo do ex-chefe de Estado George W. Bush, em relação à Guerra do Iraque e tratamento de prisioneiros da detenção americana de Guantánamo.

 

 

CRONOGRAMA

 

TERÇA, 31: Chegada a Londres.  

 

QUARTA, 1: Reunião com presidente russo, Dmitri Medvedev, e com o chinês, Hu Jintao, em Londres. Deve ser discutido o impasse sobre a instalação do sistema antimíssil na Polônia e República Checa, e a colaboração russa com projetos nucleares no Irã. A agenda prevê ainda um café da manhã com o premiê britânico, Gordon Brown, encontro com a rainha da Inglaterra, Elizabeth II, e jantar com líderes do G-20. 

   

QUINTA, 2: Cúpula do G-20, em Londres. Obama deve tentar convencer os líderes a seguir o exemplo americano de combate à crise e a ajudar economias do Leste Europeu, para evitar desestabilização política. Também estão previstos encontros separados com lideranças da Arábia Saudita, China, Coreia do Sul, Espanha, Índia e Rússia.  

 

SEXTA, 3: Reunião da Otan, em Estrasburgo, França. O presidente tentará conquistar apoio à estratégia para Afeganistão e Paquistão. Também deve ocorrer um encontro com a chanceler alemã, Angela Merkel, em Baden-Baden, na Alemanha, e com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, em Estrasburgo.

 

SÁBADO, 4: Viagem a Praga, na República Checa, para encontro EUA-UE. Objetivo é fortalecer laços com o bloco. Pela primeira vez, Obama falará à UE e não a cada país separadamente.   
 

 

DOMINGO, 5: Não há compromissos oficiais.  
 

 

SEGUNDA, 6: Visita à Turquia. No penúltimo dia, Obama tentará aumentar o peso dos EUA como mediador no Oriente Médio e enfatizar o status de "democracia secular muçulmana". A parada traz forte simbolismo - por isso, espera-se um grande discurso. Também está prevista uma visita a mesquita em Istambul.   
 

 

TERÇA, 7: Volta aos EUA.  
Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaEUAEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.