Obama contraria republicanos e promete agir por conta própria sobre imigração

O presidente norte-americano, Barack Obama, prometeu nesta segunda-feira agir por conta própria sobre a reforma imigratória nos Estados Unidos, depois que o presidente da Câmara dos Deputados, John Boehner, disse que os republicanos não permitirão que haja uma votação sobre a lei da imigração neste ano.

REUTERS

30 de junho de 2014 | 16h54

Obama, em uma aparição no Jardim das Rosas, na Casa Branca, disse ter pedido aos seus assessores que preparem recomendações a ele sobre a questão da imigração até o fim do verão (segundo semestre) e que ele agirá sem demora.

Obama disse que ordenou que as autoridades de fronteira aloquem recursos para aumentar a segurança ao longo da fronteira com os EUA.

Em meio a uma polêmica sobre dezenas de milhares de crianças desacompanhadas da América Central que chegam ao país pela fronteira sul, Obama disse que a maioria será devolvida aos seus países de origem quando os seus processos judiciais forem julgados.

(Reportagem de Jeff Mason e Steve Holland)

Mais conteúdo sobre:
EUAOBAMAIMIGRACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.