Obama convida tripulação de avião do Hudson para posse

Cinco tripulantes do A320 realizaram um bem sucedido pouso de emergência no rio de NY sem deixar vítimas

Efe,

19 de janeiro de 2009 | 17h47

Os cinco tripulantes do avião que fez um pouso de emergência no rio Hudson foram convidados à cerimônia de posse presidencial de Barack Obama, informou nesta segunda-feira, 19, a equipe de transição do democrata.   Veja também: Caixa-preta confirma colisão de avião com aves  Galeria de fotos do resgate dos passageiros    A porta-voz da equipe de transição, Jen Psaki, afirmou o convite foi estendido ao piloto, Chesley Sullenberger, a quem se atribui o mérito da proeza, e ao resto da tripulação.   O presidente eleito já ligou para Sullenberger na sexta-feira, um dia depois que o piloto, de 57 anos, conseguiu fazer com que o avião da US Airways pousasse no Hudson após a aeronave registrar uma falha nos motores.   Os 150 passageiros e a tripulação saíram imunes do aparelho e foram resgatados por navios nas águas geladas do rio nova-iorquino.

Tudo o que sabemos sobre:
EUArio Hudsonacidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.