Obama declara apoio a versão do Senado para reforma imigratória

O presidente dos EUA, Barack Obama, colocou na terça-feira seu peso político a serviço do projeto de lei apresentado por senadores republicanos e democratas, e pediu aos parlamentares que o aprovem rapidamente.

Reuters

16 de abril de 2013 | 20h09

"Esta lei é claramente um compromisso, e ninguém tem tudo o que quer. Mas é em grande parte consistente com os princípios que eu repetidamente apresentei para uma reforma abrangente", disse Obama em nota após reunião com dois dos senadores envolvidos na redação do projeto, o democrata Chuck Schumer e o republicano John McCain.

Obama disse estar "disposto a fazer o que for necessário para assegurar que a reforma imigratória abrangente se torne realidade assim que possível".

Ele observou que o projeto reforça a segurança nas fronteiras, responsabiliza os patrões pela contratação de funcionários em situação sabidamente ilegal e "oferece um caminho para a cidadania conquistada" aos cerca de 11 milhões de pessoas que residem ilegalmente no país.

(Reportagem de Jeff Mason)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAIMIGRACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.