Obama deve abordar direitos humanos com chineses, diz porta-voz

É "possível, até provável" que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aborde a questão dos direitos humanos quando se reunir com autoridades chinesas, disse o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, nesta segunda-feira.

REUTERS

09 de maio de 2011 | 14h53

Autoridades dos EUA e da China iniciaram dois dias de negociações nesta segunda-feira para um amplo acordo sobre a necessidade de fortalecer a frágil recuperação econômica mundial, mas Washington deve pressionar a China para que atenue a repressão contra seus dissidentes.

(Reportagem de Patricia Zengerle)

Tudo o que sabemos sobre:
EUACHINAOBAMADIREITOSHUMANOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.