Obama diz a Cameron que quer Grã-Bretanha em 'União Europeia forte'

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta quinta-feira ao primeiro-ministro britânico, David Cameron, que os Estados Unidos "valorizam uma Grã-Bretanha forte em uma União Europeia forte", de acordo com a Casa Branca.

Reuters

17 de janeiro de 2013 | 21h17

Cameron, que tem enfrentado pressão de alguns políticos de seu próprio partido para um referendo sobre se a Grã-Bretanha deve deixar a UE, adiou nesta quinta-feira um discurso sobre o papel futuro britânico no bloco por causa da crise dos reféns na Argélia, onde britânicos e norte-americanos podem estar entre os detidos.

Por telefone, Obama e Cameron conversaram sobre a situação na Argélia e os líderes expressaram apoio à operação militar francesa contra militantes islâmicos no Mali, afirmou a Casa Branca.

"O primeiro-ministro falou o que pensava das relações entre a Grã-Bretanha e a União Europeia antes de seu discurso futuro", disse a Casa Branca.

(Reportagem de Matt Spetalnick)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMACAMERON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.