Obama diz a parlamentares que tem autorização para lutar contra o Estado Islâmico

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse aos líderes do Congresso nesta terça-feira que ele tem a autoridade necessária para tomar medidas para destruir o grupo militante Estado Islâmico, sinalizando mais uma vez que a Casa Branca não vai pedir para o Congresso votar e aprovar seu plano.  

REUTERS

09 de setembro de 2014 | 19h45

Obama reuniu-se com os principais líderes democratas e republicanos antes de um discurso na noite de quarta-feira para anunciar o seu plano para combater o grupo, também conhecido como ISIL.

"O presidente disse aos líderes que ele tem a autoridade de que precisa para tomar medidas contra o ISIL de acordo com a missão que ele anunciar em seu discurso de amanhã à noite", informou a Casa Branca em um comunicado.

"Ele reiterou sua crença de que a nação é mais forte e que nossos esforços são mais eficazes quando o presidente e o Congresso trabalham juntos para combater uma ameaça à segurança nacional como ISIL."

(Reportagem de Jeff Mason)

Mais conteúdo sobre:
EUAOBAMAPARLAMENTARES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.