Obama diz a Putin que EUA querem solução diplomática para Ucrânia

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta segunda-feira ao presidente russo, Vladimir Putin, que os Estados Unidos preferem uma solução diplomática para a crise na Ucrânia, mas criticou a Rússia por executar ações que não "propícias" a esse caminho.

Reuters

14 de abril de 2014 | 20h21

"O presidente deixou claro que o caminho diplomático estava aberto e que é a nossa preferência, mas que as ações da Rússia não são consistentes nem propícias para isso", disse um alto funcionário do governo sobre a ligação telefônica entre os líderes.

Obama disse a Putin que o governo ucraniano tinha feito "ofertas reais" para responder às preocupações sobre a descentralização de poderes aos governos locais do país, disse o funcionário.

"Essa é uma questão para os ucranianos decidirem", disse a autoridade. "Sempre apoiamos e continuaremos apoiando um processo inclusivo."

O funcionário disse que a ligação "franca e direta" ocorreu a pedido dos russos.

Tudo o que sabemos sobre:
EUARUSSIACONVERSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.