Obama diz não se preocupar com rumores de que é muçulmano

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse em entrevista a uma emissora de TV que uma pesquisa de opinião mostrando que os norte-americanos estão cada vez mais convencidos de que ele é muçulmano não o preocupa.

JOANNE ALLEN, REUTERS

30 de agosto de 2010 | 07h54

"Não é uma coisa sobre a qual eu possa, acho, passar todo o meu tempo me preocupando", disse Obama em entrevista no domingo à noite à TV NBC, não dando importância aos resultados de uma recente pesquisa do Pew Research Center.

"Não vou me incomodar demais com quaisquer rumores que estiverem circulando por aí. Se eu dedicar todo o meu tempo indo atrás disso, então, não farei nada."

Pesquisa do instituto Pew mostrou que quase um em cada cinco norte-americanos -- 18 por cento -- acredita que Obama seja muçulmano, um aumento em relação aos 11 por cento que assim pensavam em março de 2009.

Além disso, apenas cerca de um terço dos norte-americanos entrevistados descreveu corretamente Obama como cristão, o que representa uma forte queda em relação a 2009, quando eram 48 por cento do total.

"Há um mecanismo, uma rede de desinformação que em uma era da mídia pode ser disseminada constantemente", disse Obama.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAENTREVISTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.