Obama diz que ataques dos EUA destruíram armas e equipamentos de militantes iraquianos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado que os ataques aéreos americanos destruíram armas e equipamentos que os insurgentes do Estado Islâmico poderiam usar para atacar Arbil, a capital curda do Iraque.

REUTERS

09 de agosto de 2014 | 12h33

Ele não declarou qual será a duração da operação em curso no Iraque, mas afirmou que não seriam apenas algumas semanas.

“Isso vai levar algum tempo”, disse Obama durante uma breve entrevista coletiva, antes de deixar Washington para duas semanas de férias.

Ele disse que os EUA vão continuar a fornecer assistência e consultoria militar ao governo de Bagdá e tropas curdas, mas salientou repetidamente a importância de o Iraque formar seu próprio governo inclusivo.

(Reportagem de Patricia Zengerle)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIRAQUEOBAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.