Obama diz que Coreia do Norte representa ameaça para região e EUA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que a Coreia do Norte representa uma ameaça não somente para a região mas também para os Estados Unidos, e que espera que a China use sua influência para frear o aliado governo de Pyongyang.

Reuters

25 de abril de 2014 | 07h38

Em março, a Coreia do Norte alertou que não descartava realizar uma "nova forma" de teste nuclear para ampliar seu poder de dissuasão nuclear, após o Conselho de Segurança da ONU ter condenado Pyongyang pelo lançamento de um míssil balístico de médio alcance no mar a leste da península.

A Coreia da Norte enfrenta sanções da ONU desde o primeiro teste, realizado em 2006. O país está proibido de realizar testes atômicos e de mísseis, não pode negociar armas com Estados membros da ONU e nem realizar negociações financeiras que facilitem essas transações.

O governo de Pyongyang regularmente ameaça destruir os Estados Unidos e a Coreia do Sul.

(Por Nick Macfie)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMACOREIANAMEACA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.