Obama diz que EUA vão aumentar ajuda à Jordânia para refugiados sírios

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que o governo norte-americano vai trabalhar junto ao Congresso do país para buscar um aumento de 200 milhões de dólares na ajuda humanitária enviada à Jordânia este ano para ajudar o país com os refugiados sírios.

Reuters

22 de março de 2013 | 16h45

Falando em entrevista coletiva ao lado do rei Abdullah, da Jordânia --aliado-chave dos EUA no Oriente Médio--, Obama também saudou as medidas do rei a caminho de reformas políticas "necessárias" no país.

Abdullah disse que se recusaria a fechar as fronteiras jordanianas aos refugiados sírios, e Obama disse que estava preocupado que a Síria se tornasse um enclave para extremistas.

(Reportagem de Steve Holland e Matt Spetalnick)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAJORDANIAAJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.