Kevin Lamarque/Reuters
Kevin Lamarque/Reuters

Obama diz que EUA vão traçar novas sanções contra Rússia na sexta-feira

As sanções são consequência do envio de tropas de Moscou para a Ucrânia no mês passado

REUTERS

11 de setembro de 2014 | 14h22

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que os EUA irão se juntar à União Europeia na imposição de sanções mais duras contra os setores de defesa, energia e finanças da Rússia, depois que Moscou enviou tropas para o leste da Ucrânia no mês passado, e vão apresentar os detalhes na sexta-feira.

"Essas medidas irão aumentar o isolamento político da Rússia assim como os custos econômicos para a Rússia, especialmente nas áreas de importância para o presidente (Vladimir) Putin e daqueles ligados a ele", disse Obama em comunicado.

(Reportagem de Roberta Rampton e Steve Holland)

Mais conteúdo sobre:
EUAOBAMARUSSIASANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.