Obama diz que Haiti sofreu devastação extraordinária

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que o terremoto no Haiti provocou perdas "desoladoras" e que ele iria se encontrar com os ex-presidentes Bill Clinton e George W. Bush no sábado para discutir a crise.

REUTERS

15 de janeiro de 2010 | 16h52

"Eu quero que o povo do Haiti saiba que faremos o necessário para salvar vidas e colocar novamente o país de pé", disse Obama. "A escala da devastação é extraordinária... e as perdas são desoladoras".

Dezenas de milhares de pessoas podem ter morrido vítimas do poderoso terremoto de magnitude 7 que atingiu o país caribenho na terça-feira. A Organização Pan-Americana da Saúde estimou o número de mortos entre 50 mil e 100 mil.

Obama disse que o povo norte-americano havia respondido com grande generosidade aos apelos por doações e que sua reunião com Clinton e Bush na Casa Branca vai rever como manter essa ajuda fluindo, no que será um longo processo de recuperação.

"Vai levar tempo para estabelecer pontos de distribuição para que consigamos garantir que os recursos sejam distribuídos de forma segura e efetiva, de maneira ordenada", disse Obama.

(Reportagem de Alister Bull)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAHAITIOBAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.