Susan Walsh/AP
Susan Walsh/AP

Obama diz que republicanos espantam eleitorado latino

Políticas antiimigração de rivais deve favorecer reeleição de democrata no ano que vem

Reuters

10 de novembro de 2011 | 18h42

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, acha que a posição restritiva dos republicanos em relação à imigração fará com que o eleitorado latino se incline pela sua reeleição no ano que vem.

Falando a repórteres na Casa Branca, o democrata disse que, para ele conquistar o apoio do eleitorado latino, bastaria mostrar declarações sobre imigração feitas pelos pré-candidatos republicanos a presidente.

"Podemos simplesmente passar clipes dos debates republicanos, na íntegra", afirmou ele, segundo reportagem do canal Univision, que transmite em espanhol. "Não vamos nem comentá-los, vamos simplesmente exibi-los repetidamente na Univision e na Telemundo, e as pessoas poderão se decidir", afirmou. A Telemundo é outra popular emissora de televisão em espanhol dos EUA.

Obama venceu a eleição presidencial de 2008 com grande apoio do eleitorado hispânico, mas parte dessa comunidade se frustrou com o fato de o presidente não ter cumprido suas promessas de reforma nas regras de imigração.

No entanto, as posições dos republicanos a respeito da imigração ilegal e dos controles de fronteira podem ajudar Obama a recuperar o eleitorado hispânico, que é significativo em alguns Estados eleitoralmente estratégicos, como Colorado, Nevada e Novo México.

Entre os pré-candidatos republicanos, a deputada Michele Bachmann propõe construir uma cerca na fronteira com o México e impor o inglês como idioma oficial do governo. Mitt Romney e Herman Cain, líderes nas pesquisas para obter a indicação republicana, também são favoráveis à cerca. O governador do Texas, Rick Perry, é contra a barreira, mas propõe usar aviões teleguiados para patrulhar os 2 mil quilômetros de fronteira.

"Isso não quer dizer que a comunidade latina irá achar que o meu governo é perfeito. Mas acho que eles sabem onde está o meu coração, e sabem que tipo de América eu quero ver para todos os nossos filhos", disse Obama aos jornalistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.