Obama diz que Rússia enfrentará consequências por desestabilizar Ucrânia

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira que a Rússia pode esperar novas sanções se intensificar o apoio aos separatistas no leste da Ucrânia.

Reuters

16 de abril de 2014 | 20h07

"O que eu disse de forma consistente é que cada vez que a Rússia tomar esses tipos de medidas que buscam desestabilizar a Ucrânia e violam sua soberania, haverá consequências", disse ele em entrevista à emissora CBS.

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Tudo o que sabemos sobre:
EUARUSSIAATACA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.