Obama diz que vai propor reformas em agência de espionagem

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou na quinta-feira que pretende propor reformas na Agência de Segurança Nacional (NSA) para garantir aos norte-americanos que a privacidade deles não está sendo violada pela agência.

Reuters

06 de dezembro de 2013 | 08h07

"Parte do que estamos tentando fazer no mês que vem... é uma revisão independente... Eu vou propor um comedimento na NSA e iniciar algumas reformas que possam dar às pessoas mais confiança", disse Obama em entrevista a um programa da rede de TV MSNBC.

As denúncias de monitoramento da NSA suscitaram preocupações sobre os alcances das operações da agência e sua capacidade de bisbilhotar as comunicações de cidadãos e líderes estrangeiros. No Brasil, segundo documentos vazados pelo ex-prestador de serviço da NSA Edward Snowden, a espionagem também atingiu a presidente Dilma Rousseff.

Em uma das últimas denúncias contra as operações da agência, o jornal Washington Post revelou esta semana que a agência reúne cerca de 5 bilhões de registros por dia de telefones celulares espalhados pelo mundo, incluindo os de alguns norte-americanos. A informação também decorre de documentos vazados por Snowden.

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAAGENCIAESPIONAGEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.