Obama explicará plano de pacote de estímulo fiscal em discurso

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, vai pedir uma ação rápida para o pacote de estímulo fiscal no discurso que fará nesta quinta-feira. O objetivo é garantir aos norte-americanos que ele está determinado a combater a crise econômica. Obama vai fazer o discurso na Virgínia, às 14 horas (horário de Brasília). A menos de duas semanas da posse, Obama vai herdar de George W. Bush uma economia em recessão há mais de um ano. O presidente eleito e seus conselheiros têm trabalhado com o Congresso dos Estados Unidos para criar um plano de dois anos que cortaria impostos e estimularia os gastos com infra-estrutura. Segundo Obama, o pacote é necessário para evitar que o país tenha dificuldades ainda maiores. O discurso vai dar novos detalhes sobre a proposta, cujo valor é de 775 bilhões de dólares. O pacote vai incluir alívios fiscais para a classe média e estímulo para a construção de estradas e escolas, assim como uma ajuda para governos estaduais sem dinheiro em caixa. Obama, que assume a Presidência no dia 20 de janeiro, espera garantir a aprovação do plano no meio de fevereiro. Ele avisou que as condições econômicas de agora podem piorar ainda mais e a taxa de desemprego pode chegar a dois dígitos, caso o governo não tome uma atitude. O índice de desemprego hoje é de 6,7 por cento. Mas, na quarta-feira, um relatório sobre o orçamento norte-americano trouxe perspectivas sombrias --mais um dos grandes desafios que Obama terá de enfrentar ao tentar aprovar seu plano no Congresso. O déficit orçamentário para o ano fiscal de 2009, que termina no dia 30 de setembro, deve quase triplicar, chegando a 1,2 trilhão de dólares, de acordo com o Gabinete do Orçamento do Congresso. O relatório diz que os fatores responsáveis pelo crescimento do déficit foram os pacotes de ajuda às montadoras norte-americanas e ao mercado financeiro, combinados com a queda na arrecadação de impostos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.