Obama homenageia bombeiros mortos em explosão no Texas

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai reassumir o papel de consolar famílias e amigos de vítimas de tragédias nesta quinta-feira, quando discursará numa cerimônia no Texas em homenagem aos bombeiros mortos em uma enorme explosão em uma fábrica de fertilizantes.

TIM GAYNOR, Reuters

25 de abril de 2013 | 08h54

Apenas uma semana depois de viajar para Boston após o atentado na maratona, que matou três pessoas, Obama irá falar em um memorial no campus da Universidade de Baylor, em Waco, para homenagear os 11 socorristas que morreram na explosão.

Os organizadores esperam que milhares de socorristas compareçam à cerimônia em uma arena de basquete com capacidade para mais de 10 mil pessoas. Antes da cerimônia, será realizada uma procissão de bombeiros e 300 caminhões, vindos de todo o país.

A explosão de 17 de abril na fábrica da empresa West Fertilizer destruiu uma área residencial da pequena cidade de West, no Texas, a 32 km de Waco. O incidente matou 14 pessoas e feriu cerca de 200.

A cidade de 2,7 mil pessoas tinha 33 bombeiros voluntários. Cinco morreram ao responder a um alarme de incêndio, 20 minutos antes da explosão. Quatro paramédicos de cidades vizinhas, que também eram bombeiros e foram assistir a uma aula em West na noite do desastre, correram para o local e também morreram.

Os outros dois feridos entre os socorristas foram um bombeiro de Dallas, que vive em West e estava de folga, e um soldador local, que foi para a fábrica ajudar.

A explosão, que teve a força de um pequeno terremoto, deixou uma enorme cratera no local da fábrica.

Os investigadores ainda não determinaram a causa da explosão, mas as suspeitas são de um acidente industrial decorrente de fertilizantes armazenados no local.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMATEXAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.