Obama liga para premiê indiano por tiroteio em templo sikh

O presidente norte-americano, Barack Obama, ligou para o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, nesta quarta-feira para expressar suas condolências pelo tiroteio que matou seis pessoas em um templo sikh no Estado de Wisconsin, afirmou a Casa Branca.

Reuters

08 de agosto de 2012 | 15h13

"Os dois líderes conversaram sobre seu comprometimento compartilhado com a tolerância e a liberdade de religião, e o presidente reiterou de novo sua apreciação pela significativa contribuição que os sikhs dão para a ampla sociedade americana", disse Jay Carney, da equipe administrativa de Obama, aos repórteres a bordo do avião Força Aérea Um.

O atirador, Wade Page, de 40 anos, se matou depois de um policial atirar em seu estômago, do lado de fora do templo em Oak Creek, no Estado de Wisconsin, no domingo. Investigadores não determinaram o motivo para o surto de violência, em que quatro pessoas também ficaram feridas.

(Reportagem de Jeff Mason)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMASIKH*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.