Obama participa de segunda coletiva de imprensa

Um dos assuntos mais esperados é o plano de resgate para a economia norte-americana

Agências internacionais,

24 de março de 2009 | 04h02

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai à televisão nesta terça-feira, 24, no horário de pico de audiência para submeter-se a perguntas da imprensa, em um encontro no qual se espera que se fale, acima de tudo, de seus planos para combater a crise. A coletiva de imprensa, marcada para as 20h (horário local) e 21h (hora de Brasília), será a segunda que o presidente norte-americano oferece desde sua chegada à Casa Branca, no último 20 de janeiro.

 

Segundo o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, o presidente "vai falar diretamente com o povo americano dos desafios que o país enfrenta e as decisões que foram tomadas, com o Congresso, para colocar a nação no caminho certo". Ainda segundo o porta-voz, Obama "acredita que um diálogo contínuo com o povo sobre a situação presente e para onde o país se dirige é necessário nos tempos atuais". Gibbs disse ainda que antes das perguntas dos jornalistas, o presidente lerá uma declaração.

 

Entre os assuntos que Obama deve abordar está o plano de resgate do sistema financeiro para tirar cerca de US$ 1 trilhão em ativos tóxicos dos balanços dos bancos, o que permitiria a retomada dos empréstimos. Com isso, a economia voltaria a girar. Obama deve falar ainda sobre a regulação e estabilização do sistema financeiro para monitorar e lidar com os riscos da economia e sobre a polêmica dos bônus pagos pela seguradora AIG (American International Group) aos seus executivos.

 

Sobre a política externa dos EUA, Obama deve falar sobre a revisão da estratégia para a guerra no Afeganistão e a aproximação que Washington tenta com o regime iraniano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.