Obama propõe aumento do mínimo e investimentos em infraestrutura

O presidente dos EUA, Barack Obama, propôs na terça-feira um aumento do salário mínimo em mais de 20 por cento, investir 50 bilhões de dólares em estradas e rodovias antigas e gastar 15 bilhões de dólares em programas de emprego na construção civil, na tentativa de incentivar o crescimento econômico do país.

Reuters

13 de fevereiro de 2013 | 07h26

Em seu discurso anual Estado da União, na noite de terça, Obama pediu ao Congresso apoio a seus planos, que incluem reformas tributárias e de educação que o governo acredita que ajudarão a atrair empresas de volta aos Estados Unidos.

O custo completo do programa seria compensado por cortes de gastos e reformas tributárias que serão detalhados na proposta orçamentária do governo nas próximas semanas, disseram autoridades do governo a repórteres após o discurso.

O aumento do salário mínimo aumentaria os ganhos de 15 milhões de norte-americanos e seria feito em etapas, disseram as autoridades, garantindo que diversos executivos de importantes companhias apoiam a medida.

Como esperado, Obama também anunciou durante o discurso o início das negociações para o livre comércio entre Estados Unidos e a União Europeia.

(Reportagem de Roberta Rampton e Jeff Mason)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAMINIMOINFRAESTRUTURA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.